Até hoje vereador acusado de homicídio não foi a julgamento

O vereador Paulim Bandeira deveria ter ido a juri popular de acordo com uma decisão proferida em 2016 (reveja) pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Felix Fischer. 

Mas o que ocorre que até hoje Paulim não foi julgado pelo crime o qual é acusado: homicídio do vereador Aldo Andrade de barra do Corda. Apesar de ser acusado de homicída, Paulim exerce livremente seu mandato como vereador na mesma cidade em que a vítima Aldo Andrade também era.

Este cidadão em 2016 chegou ao cúmulo de chamar as mulheres cordinas de “puta”. Mas mesmo assim, teve votos para se eleger.

Vereador chama mulheres de Barra do Corda de “puta” e diz que lá tem tudo que não presta

O processo que envolve Bandeira retornou e chegou no Fórum de Justiça em Barra do Corda dia 5 de setembro de 2016. Já estamos em maio de 2018 e o juri nunca foi marcado. Os motivos permanecem desconhecidos e intocáveis, o que leva uma onerosidade exagerada e uma grande descrença na Justiça brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *