Quanta ironia: Deputados encenam teatro, mas não injetam um centavo no combate ao câncer no MA

A Assembleia Legislativa fez ontem sessão solene para debater o problema do câncer de  mama   que se alastra no Maranhão. Os números apresentados pela Saúde e departamentos de oncologias são alarmantes, bem como os de óbitos.

Ironicamente os deputados rendem homenagens à campanha do “Outubro Rosa” numa sessão em que não comparecem cinco dos 42 parlamentares.  cara dura é pouca bobagem. Mas o que desperta mais a atenção é a falta de sensibilidade para o problema. O combate a cura passa por recursos financeiros.

O maior hospital para tratamento de câncer de mama e de outros tipos, o resistente Aldenora Belo, vive sufocado em débitos e agonizando por falta de dinheiro. O Governo do Maranhão não faz sua parte, a prefeitura da capital muito menos. Os deputados poderiam também ajudar.

Bastava destinar alguns reais de suas emendas, da ordem de R$ 3,5 milhões por ano, para ajudar o hospital. Mas nada disso acontece e o Aldenora Bello vive sempre no vermelho, com o pires nas mãos implorando ajuda que nunca chega. De vez enquando a Fundação Jorge Dino, mantenedora do hospital, ameaça fechar as portas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.