Criança tem cabeça raspada por coordenador de escola em Vitorino Freire

A mãe de um estudante de 12 anos denunciou um caso de constrangimento que seu filho, que é estudante e frequenta a Escola Municipal Cleonice Rocha Rodrigues, em Vitorino Freire, sofreu ao ter a cabeça raspada pelo coordenador da instituição.

Segundo informações, a escola, que já foi uma instituição com regime militar entre os anos de 2014 e 2016, mas manteve alguns padrões (como roupas e penteados), o corte de cabelo do aluno não seguia as regras do estabelecimento de ensino.

Ana Kelly, a mãe, ao ver seu filho com a cabeça raspada, disse que, apesar de não se opor às regras da escola, ficou revoltada.

“Ele (o coordenador) falou que o cabelo não estava no padrão do colégio, só que, antes, eu tinha mandado o barbeiro cortar no estilo de sempre, porque não é esse o primeiro ano que o meu filho estuda lá”, disse a mãe.

Ainda segundo ela, o filho ficou constrangido e triste com a situação, ainda mais por ter sido alvo de chacota dos demais alunos.

O coordenador, em vídeo, reconheceu seu erro e disse que não necessariamente raspou o cabelo do aluno, mas nivelou na máquina 1 com o corte das laterais.

A Secretaria de Educação do município repudiou o fato e disse que vai investigar o caso.

De acordo com a delegacia do município, o jovem de 12 anos não foi o único, mas outro colega também teve o cabelo cortado. O delegado Rildo Rocha informou que tentará intimar a família para prestar depoimento, juntar informações e encaminhar o caso ao Poder Judiciário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.