Ex-prefeito de Viana poderá ser preso por não pagar pensão alimentícia

Após atrasar o pagamento da pensão alimentícia da filha por quatro meses seguidos, a Justiça decidiu solicitar a prisão do ex-prefeito de Viana, Magrado Barros (DEM).

De acordo com informações recebidas com exclusividade pelo Blog da Riquinha, o ex-prefeito alega não ter condições financeiras para arcar com o valor da pensão da filha, que depende diretamente do recurso. No entanto, durante suas ações políticas dentro e fora do município de Viana, o também pré-candidato a deputado federal tem realizado entregas de cestas básicas para ‘alimentar’ suas bases eleitorais, ao passo que a filha sofre com as dificuldades por não receber o dinheiro ao qual tem direito.

O não pagamento de pensão alimentícia acarreta em pena de 1 a 3 meses de prisão, caso o pai não realize o pagamento após, pelo menos, três dias de atraso ou se a justificativa apresentada por ele não seja aceita pelo juiz, o que foi o caso do ex-prefeito de Viana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.