Falso enfermeiro preso pela PF revela nomes de “profissionais” da saúde que compram diploma no Maranhão

Um homem atuava ilegalmente exercendo a profissão de enfermeiro em 3 hospitais, dois localizados na capital maranhense e um, no interior do estado. No último sábado (26), a Polícia Federal realizou sua prisão em flagrante.

Durante o interrogatório com a polícia, o homem confessou o crime, contando que não finalizou nem o curso de técnico em enfermagem, e também não cursou a graduação., O que é pior, tinha o registro do COREN, mesmo portando documentação falsa. Outro agravante, ele comprou da mão de uma atravessadora o diploma pelo valor de R$ 4 mil. Ainda de acordo com o falso enfermeiro, a pessoa que o vendeu o documento, garantiu que o mesmo passaria em qualquer teste de autenticidade, o que de fato. aconteceu.

Durante depoimento ele revelou que existem vários enfermeiros sem qualificação técnica ou graduação que estão atuando em hospitais por todo o estado. Os nomes dos supostos profissionais apontados pelo acusado, estão sendo investigados e a qualquer momento serão presos pela Polícia Federal.

O crime de utilização de documentos falsos tem uma pena de 2 a 6 anos de prisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.