Mais um escândalo envolvendo o presidente da Câmara Municipal de Santa Inês

O Ministério público, por meio da seu signatária Promotora Larissa Sócrates, decidiu abrir investigação contra Josino Alves Catarino Neto, Presidente da Câmara de Vereadores de Santa Inês e Auricélia Sousa, a fim de averiguar a ocorrência de ilegalidades, supostamente cometidas por Josino, que apontam para a prática do crime de improbidade administrativa. O que levou o MP a investigar o braço direito de Felipe dos Pneus na Câmara foi a contratação direta para registros fotográficos e a confecção de quadros com moldura para Câmara Municipal de Vereadores de Santa Inês. Josino teria superfaturado os preços.

A Câmara de Santa Inês contratou de forma direta pessoa física para confeccionar quadros com as fotografias de cada vereador no total de R$14.438,00 (quatorze mil quatrocentos e trinta e oito reais), conforme ordem de empenho no 48, levando em conta que são 17 Vereadores isso daria um custo médio de R$ 849,29 (oitocentos e quarenta e nove e vinte e nove centavos) por parlamentar.
O que é totalmente incompatível são os valores praticados por esta escolha direta do Presidente e as opções disponíveis no mercado, uma vez que o mesmo serviço orçado na empresa A P SILVA ESTÚDIO FOTOGRAFICO CNPJ 32974.948/0001-34 resultou no valor de R$ 7.110,00 (sete mil cento e dez reais), além disso foi pago mais a quantia de R$ 2.000,00 (dois mil reais) conforme nota de empenho no 35 para realização de fotografia pessoal dos mesmos parlamentares.

Em 1 ano à frente do Legislativo de Santa Inês, Josino já acumula vários escândalos…

Fonte: Espia Web Tv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.