O que não tem remédio, nem nunca terá

Meu cantor Chico Buarque de Holanda descreve com perfeição a história de um amor reprimido. O amor quando não pode ser expressado dói e transborda. Um amor não correspondido é frustante, é uma agonia a ser encarada diariamente. Loucuras de amor, lágrimas por amor, quem nunca fez?

Ele é muito feliz quando diz: o que não tem governo, nem nunca terá, o que não tem juízo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.