Se quiser, Polícia Civil pode fechar todas as casas noturnas de São Luís

A Polícia Civil, notadamente a Seic, pediu o fachamento da casa de eventos onde teve uma festa e aproximadamente 150 pessoas foram recambiadas e detidas naquela especializada.

Foto: Reprodução internet

Realmente ficou constatado que o evento não era de responsabilidade de facções criminosas. No local não foi encontrada nenhuma arma branca ou de fogo e nenhum participante tinha antecedentes criminais.

Era uma festa como outra qualquer que acontece todos os fins de semanas nas casas noturnas de São Luís. Bebidas, drogas em proporções menores, e pulseiras que permitem os acessos. Tudo pago.

Mas a presença de 80 menores foi o fator determinante para a polícia enquadrar os donos da festa que parecem ser os proprietários da casa. Sim, as leis proíbem a presença de menores nestas festas sem o acompanhamento de maior de idade e a bebida também.

Mas se forem utilizados tais critérios, que se fechem todas as casas noturnas de São Luís, onde menores bebem, comem, dançam e depois saem atropelando inocentes no trânsito e fora dele.

Nos cabarés de luxo pais levam filhos menores que começam a se iniciar na vida sexual e geralmente nas bebidas. As gatinhas menores de idade vão matar a curiosidades ou até mesmo bater ponto nas casas noturnas e nas baladas.

A  ninguém é pedido o passaporte da maior idade. A polícia tem razão: se continuar o desrespeito, que se fechem as casas, mas todas e não apenas uma, que por sinal fica na periferia da cidade.

Do contrário, teremos dois pesos e duas medidas.

1 Reply to “Se quiser, Polícia Civil pode fechar todas as casas noturnas de São Luís”

  1. Querido(a) a festa não era de responsabilidade dos proprietários da residência eles apenas alugaram como fazer todos os finais de semana e como todas as pessoas que alugam essa residência para eventos assinam um contrato e nessa ocasião não foi diferente a responsável da festa assinou um contrato que o mesmo já foi entregue as autoridades que já tomaram a providencias cabíveis, vamos se informar melhor para não publicar notas que não são verdadeiras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.