Uma verdadeira baixaria foi protagonizada pelo candidato a reeleição, o deputado estadual Léo Cunha, que está sendo responsabilizado de não pagar R$ 500 para os 30 dias trabalhados por alguns populares de Açailândia. 

Como na quinta-feira (04) é feriado em Açailândia, e na sexta, encerra-se a campanha, as pessoas se desesperaram, pois não foi pago os R$ 500, apenas a metade R$ 250.

Quando alguns souberam que não iriam receber o combinado foi uma choradeira, quebra-quebra, sendo necessário a presença da polícia para conter os ânimos.

Tâmara Silva

Deixe um comentário em “Barraco e choradeira! Candidato não paga o combinado e cria confusão no Maranhão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *