Arquivo mensais:Fevereiro 2018

Amor e receptividade da família Félix pelo Bicho Terra no carnaval

Mantendo uma agenda movimentada em todo o estado do Maranhão, o Bicho Terra, que nasceu no bairro Boêmio de São Luís, a Madre de Deus, mostrou que sabe fazer a festa. No carnaval, se apresentou em varios lugares, como, na Madre de Deus, Ceprama, João de Deus, Casa das Dunas e no Circuito Beira Mar. Encantou a todos, aliás, por onde passa, a alegria, paz e diversão não podem ficar de fora.

Segundo uma das brincantes, Salma Félix, o Bicho Terra é o sangue da cultura popular do Maranhão. Porque a cada apresentação, a energia dos brincantes se renova. “O Bicho Terra é o sangue da nossa cultura popular. Eu e minha família (Família Félix) saímos juntos no grupo, e a cada apresentação, as energias se renovão”, disse

EM TEMPO 

O Bicho Terra, que tem no comando um dos ícones da cultura popular, Zė Pereira Godão, é conhecido por sua música contagiante, suas danças coreografadas e, claro, pelas expressões de suas fantasias. Quando se apresenta ao público, o Bicho Terra coloca para dançar dos adultos até as crianças, com seu ritmo diferenciado.

Além de agredir a filha, jovem empresário ainda partiu pra cima do coronel que reagiu e o matou

Do Blog do Luís Cardoso

Amigas e parentes de Ingredi, filha do tenente coronel de reserva, Walber Guerreiro Pinheiro, informam que o jovem empresário e músico Davi Bugarin, 26 anos, além de espancar a namorada ainda partiu pra bater no militar, dentro da casa dele, no Parque dos Nobres. O tenente coronel ainda não se apresentou à polícia e a filha dele não prestou depoimento.

Segundo uma prima de Ingrid, que estava na casa no momento do crime, o jovem proprietário da Cidade Velha Pub, uma casa noturna no centro Histórico, chegou até a casa da namorada e houve discussão entre eles. Bugarin estava agredindo a namorada quando o militar reformado reclamou e foi empurrado no peito, caindo no sofá.

Walber teria ido até ao quarto e pegou uma arma para em seguida disparar dois tiros contra o jovem. Ele morreu no local, enquanto o militar tratou de sumir.

A filha do militar esteve no IML fazendo corpo de delito e quando foi prestar depoimento, desmaiou na delegacia, sendo levada para o hospital Centro Médico, onde permanece em estado de observação.

Amigos de Bugarin informaram, ao blog que a namorada tinha ciúmes possessivos pelo jovem e que constantemente eles se agrediam.

O tenente coronel chegou a ouvir comentários de que a filha era espancada, mas nunca presenciou as cenas até a noite de ontem. Desde ontem, tanto aqui no Blog quanto nas redes sociais dos oficiais, Walber tem recebido apoios e manifestação de solidariedade por parte dos militares.

“Ninguém sabe qual reação tomará um pai ao presenciar sua filha sendo espancada e ainda mais quando o agressor ainda parte pra cima de você”, disse um deles.

Vexame! Famosinho no Cohatrac sai de São Luís para ser preso em Pinheiro vendendo loló

Miqueias Martins Correia, vulgo, Kael, foi preso na madrugada de hoje (10) na cidade de Pinheiro quando foi preso  pela Força Tática local (Cap soaresfm e guarnição/ apoio do SD Marcos) após denúncia de venda de entorpecentes, na praça Sarney. 

Os policiais se deslocar para apurarem a denúncia e encontraram no carro do conduzido  uma garrafa de um litro cheia de entorpecente conhecido cm loló,
três garrafas pequenas de 100 ml do mesmo produto, três vidros pequenos também de loló.

De acordo com informações da Polícia Militar de Pinheiro, o conduzido foi entregue às autoridades competentes se lesões corporais. Ele deverá responder por tráfico de entorpecentes.

Kael é bem conhecido nas redes sociais e já se envolveu em polêmicas inacreditáveis em São Luís.

Antes de ser preso ele estava postando em grupos de WhatsApp seu arsenal:

PMMA/CPI/CPAI5
CMT: CEL QOPM VIEIRA
UNIDADE: 10º BPM
CMT DA UNIDADE: TC DINIZ
1ª CIA/Pinheiro-MA
CMT: 💀TEN GIVANILDO⚡

*⚡FORÇA TÁTICA⚡*
Cap soares e guarnição
Apoio do SD Marcos

Novo alvo: PF deflagra operação Torrentes

Recife/PE – A Polícia Federal deflagrou hoje (8/2) a segunda fase da Operação Torrentes – denominada Círculo de Fogo –, com o propósito de apurar desvio de recursos públicos federais e corrupção, envolvendo oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão.

Ao todo, cerca de 80 policiais federais, com o apoio de servidores da Controladoria-Geral da União, dão cumprimento a sete mandados de prisão preventiva e nove mandados de busca e apreensão, nos estados de Pernambuco e Maranhão; todos expedidos pela 13ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco. Também foi determinado o sequestro dos bens de todos investigados, como forma de garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos.

Os documentos apreendidos na primeira fase da Operação Torrentes revelaram que um dos grupos empresariais favorecido pelo esquema criminoso também fora beneficiado com contratos firmados com o Corpo de Bombeiros Militar do estado do Maranhão, nos anos de 2013 e 2014. A Instituição auxiliou vítimas da forte seca que atingiu o Estado naqueles anos. De acordo com as investigações, foram executadas diversas irregularidades praticadas pela Secretaria da Casa Militar de Pernambuco, na aplicação dos recursos federais repassados para o atendimento da população atingida pelas fortes chuvas que assolaram a mata sul pernambucana nos anos de 2010 e 2017.

Também foi constatado que valores eram creditados pelo Corpo de Bombeiros na conta da empresa fornecedora investigada. Parte deles era repassada diretamente para as contas bancárias de oficiais daquela instituição, inclusive da alta cúpula, ou para as contas de um operador, que se encarregava de transferir-lhes a vantagem indevida. Indícios também apontam superfaturamento nos contratos, em virtude de preço quase 30% superior ao de mercado e também do não fornecimento integral do objeto pactuado, os quais podem totalizar um prejuízo de mais de R$ 10 milhões aos cofres públicos.

Os presos de Pernambuco serão trazidos para a sede da Polícia Federal, onde serão interrogados. Após serem ouvidos, serão encaminhados ao Cotel e à Colônia Penal Feminina; os militares, a uma instituição designada pelo Comando da Polícia Militar dos seus respectivos estados.

Será concedida entrevista coletiva de imprensa, na sede da Polícia Federal em Pernambuco, às 9h30.

Jaqueline culpa edição por “promessa” no BBB18: “Por que não continuou o vídeo?”

Vix

Após ter sido eliminada do BBB18 com 65% dos votos no paredão de terça-feira (06), Jaqueline marcou presença no “Mais Você” na manhã desta quarta (07) e comentou a polêmica envolvendo Mahmoud, que gerou o primeiro barraco dentro da casa.

‎Durante o bate-papo com Cissa Guimarães e Zeca Camargo, a segunda eliminada do BBB18 viu novamente a cena que mostrava a suposta promessa feita por ela de imunizar o sexólogo, caso ela ganhasse o Anjo da semana.

“Agora é o seu espaço aqui. A gente quer saber. Você saiu da casa afirmando que não tinha prometido (o Anjo). Você se esqueceu desse momento? O que aconteceu?”, provocou o apresentador.

“Eu vou ser sincera. Por que não continuou o vídeo? Porque eu falei ‘tô brincando'”, rebate Jaqueline, culpando a edição do programa pelo mal entendido.

“Eu falei zoando. Foi cortado (no vídeo), mas falei que tava zoando no fim da conversa. A casa inteira não tava nem aí pra ele. Fui lá (no quarto) pra consolá-lo. Não ia deixar ele chorando. Mas pra mim não foi uma promessa. A conversa foi na quinta-feira e a prova (do anjo) foi na sexta-feira. Nem sabia que seria o anjo”, justificou a eliminada em meio à saia-justa.

Tira-teima

Ao final do bate-papo, Zeca Camargo interrompeu a discussão para esclarecer a acusação de Jaqueline. A cena da conversa entre ela e Mahmoud foi exibida pela primeira vez sem cortes. No vídeo, é possível ouvir o diálogo completo: “Se eu ganhasse o Anjo eu te dava, só pra ver o fuzuê”, diz Jaque. “O quê?”, pergunta o sexólogo. Em seguida, a eliminada responde: “Fuzuê. Tô zuando. Dava por dar”, diz.

Rezende chega a 15 milhões de inscritos em seu canal do YouTube e comemora LD

Pedro Rezende, dono do canal RezendeEvil, comemorou muito esta semana ao alcançar a marca de 15 milhões de inscritos. Sendo um dos principais YouTubers do Brasil, no Top5 de inscritos e visualizações, o jovem de 21 anos agradeceu muito aos fãs e comemorou na piscina com seus amigos e aliados do canal.

“2018 começou de forma muito especial. Chegar aos 15 milhões era o que buscava durante todo o ano passado e agora é realidade. Agradeço muito a todos que fazem parte dessa história, os fãs, principalmente, que assistem aos vídeos, que comentam e ajudam a melhorarmos sempre. Obrigado também a todos que ajudam no canal e ficam comigo gravando o dia todo!”, conta Pedro.

Veja o vídeo da reação de Rezende ao chegar aos 15 milhões

Pedro Rezende segue acumulando recordes como um dos maiores YouTubers do Brasil e do mundo. Em dezembro de 2017 conseguiu o recorde do canal com 211 milhões de views no mês e 700 mil novos inscritos, em novembro ultrapassou o número de 5 bilhões de visualizações, sendo o primeiro YouTuber a alcançar tal marca e o quarto canal brasileiro a conseguir o feito.

Em 2017, Rezende se solidificou como influenciador investindo mais ainda em seu canal, dedicando mais de 15 horas diárias na produção e conteúdo de vídeos, o que gerou a expansão para outros dois canais: “RezendeEvil Minecraft”, com vídeos das séries do jogo e também com dicas do game, e também do “Canal do Rezendinho”, focado no público infantil. Para este ano, novidades serão anunciadas em breve, mostrando a versatilidade do YouTuber, que já conta com 3 livros lançados e três espetáculos teatrais.

RezendeEvil em números:

– 21 anos.

– Escolhido pela Forbes como uma das pessoas com menos de 30 anos mais influentes do Brasil.

– No Youtube desde 2012.

– Mais de 5 bilhões de visualizações (Primeiro YouTuber a atingir a marca e quarto canal do Brasil)

– Mais de 15 milhões de inscritos no canal RezendeEvil no YouTube.

– Já esgotou ingressos em mais de 30 cidades com os espetáculos “O Paraíso”, “A Batalha dos Mundos” e “Festival Aliança do Rezende #ADR”.

– 3 livros lançados.

– Mais de 500 mil livros vendidos.

@RezendeEvil // Pedro Afonso Rezende:

Youtube: https://www.youtube.com/rezendeevil – RezendeEvil

https://www.youtube.com/rezendeevilminecraft – RezendeEvil Minecraft

https://www.youtube.com/canaldorezendinho  – Canal do Rezendinho

Facebook: https://www.facebook.com/Rezendeevil

Instagram: https://instagram.com/rezende

Twitter: https://twitter.com/rezende_evil

Já está em Pedrinhas: médico que se negou a socorrer recém-nascido tem prisão preventiva decretada

Acatando o parecer do Ministério Público do Maranhão (MPMA), a Justiça determinou, nesta quinta, 1º, a prisão preventiva do médico Paulo Roberto Penha Costa, que teria omitido socorro a um recém-nascido que faleceu no Hospital Materno Infantil de Pinheiro, na madrugada do mesmo dia.Para a Justiça, o médico (que estava de plantão na unidade de saúde) “mesmo ciente da situação do recém-nascido assumiu o risco da morte (do bebê) ao negar atendimento ao mesmo sob o argumento de que era paciente de outra cidade”.

A decisão, proferida pela juíza Tereza Cristina Palhares Nina, deferiu o parecer emitido pelo promotor de justiça Frederico Bianchini Joviano dos Santos.

Na visão de Santos, deve ser destacada a rapidez da atuação do Ministério Público e do Poder Judiciário para dar uma resposta ágil à população.

OMISSÃO

Nascida em São Bento, a 40 Km de Pinheiro, a criança necessitava de uma incubadora, inexistente no município de origem, ocasionando a transferência ao hospital. O recém-nascido chegou à unidade de saúde e ficou agonizando na ambulância, à espera do socorro do médico.Ao vir a criança agonizando, o policial Raimundo Rodrigues Matos foi falar com Paulo Roberto Costa, que se negou a sair do quarto para atender o recém-nascido, que estava em estado crítico.

O relato do policial é reforçado pelos depoimentos das enfermeiras do hospital. As profissionais também foram falar com o médico, que teria omitido socorro à criança, que veio a falecer.

Na decisão, a Justiça indeferiu o pedido da defesa de Paulo Roberto Costa para a redução da fiança de 50 salários-mínimos, inicialmente arbitrada pela Delegacia de Pinheiro.