Arquivo mensais:Janeiro 2018

Jovem morta por inveja xingou assassina antes do crime: “Despeitada”

“Está passando fome, meu bem? Me fala, que eu até cedo meu emprego a você”, escreveu a vítima um dia antes do crime

Metrópoles

Arquivo Pessoal

A inveja parece ser elemento de crimes somente em tramas cinematográficas. Mas, no caso do assassinato de uma auxiliar administrativa, de 24 anos, em Santos, no último sábado (13/1), este foi o mote que incitou o crime. De acordo com a Polícia Civil, Érica de Oliveira da Silva foi morta a facadas por Angélica da Cruz por conta de uma vaga de emprego, no dia em que a vítima comemorava oito meses de casada.

Segundo o site A Tribuna, a suspeita ainda contou com a ajuda do pai, da madrasta e do irmão, de apenas 10 anos. Os dois seguravam Érica para que Angélica desferisse os golpes e a mulher tentou agredir a irmã caçula da vítima, que saiu ilesa. O feudo entre as duas já era antigo, mas foi intensificado depois que Érica fez uma postagem no Facebook no dia 12 de janeiro com uma indireta para o desafeto.

“Está passando fome, meu bem? Me fala, que eu até cedo meu emprego a você. Já que está oferecendo até o corpo que, por sinal, é um lixo. Aceita: quem nasce para ser cachorro, morre latindo!”, escreveu a auxiliar, seguida de uma imagem que continha o texto: “Invejosa, despeitada, mal-amada, se toca. Quando maior a sua inveja, maior o meu sucesso”.Angélica, que estava desempregada, teria ficado ainda mais irritada com a inimiga e vizinha. De acordo com relatos de familiares da vítima, a criminosa desejava tomar a vaga de emprego da ex-amiga de infância. Ela fugiu após o crime.

A postagem foi feita um dia antes do crime

Briga

A briga entre as duas começou por volta das 19h20, quando Angélica, que cuidava de uma barraca de frutas em frente à própria casa, viu Érica e as duas irmãs chegando em casa. Testemunhas afirmam que a suspeita provocou a antiga colega, que respondeu às ofensas.

Foi quando a família da acusada se envolveu na confusão, imobilizando a vítima para que Angélica desferisse as facadas. Os golpes também atingiram duas irmãs dela, Débora Oliveira da Silva, de 32 anos, e Daniele Alves de Oliveira, de 27, que foram internadas em estado grave e seguem no hospital. Érica foi levada a um Pronto Atendimento Médico (PAM), mas já estava sem vida.

Pabllo Vittar foi muito maltratada e agredida em Santa Inês, precisou sair para ter oportunidades

Pabllo Vittar, é maranhense, natural de São Luís. Ela conta em várias entrevistas, sempre que é questionada sobre preconceito e discriminação, ela relembra de sua infância triste em Santa Inês.

Pabllo conta sem pudor, as dificuldades que encontrou aqui no Maranhão para conseguir ser respeitada como pessoa.

“No ensino fundamental foi bem difícil. Eu sofri MUITO”, enfatiza.

Ele conta que na escola municipal de Santa Inês quando estava na fila da merenda, um adolescente jogou sopa quente contra seu rosto. “Na cabeça dele eu tinha que agir como homem, falar com voz de homem, ser homem..” desabafa. Mas a todo momento tenta justificar a atitude de seus agressores pela via do desconhecimento sobre a homossexualidade.

A todo momento Pabllo evita sempre falar de seu estado natal, justamente pelo que passou nas mãos de muitos. Na adolescência em uma escola em que estudava a drag era muito criticada é motivo de chacota. Alguns a chamavam de pejorativamente de “bicha cantora”, mas o fato é que ela superou rótulos. Hoje estampou a cara nas latinhas de Coca-Cola, quebrando assim muitos tabus.

Abaixo Pabllo conta que a parte da vida em que sofreu foi na infância e adolescência em sua terra natal.

Foi preciso sair de Santa Inês, sair do Maranhão para conseguir reconhecimento e crescimento.

Pabllo conseguiu conquistar o grande e exigente público, fazendo parte de um programa global como Amor e Sexo. Hoje se tornou a drag queen mais famosa d mundo.

Para pagar contratados da EMSERH, Justiça bloqueia R$ 40 milhões do Bio Saúde

Luis Cardoso

Por intermédio de decisão tomada pela Vara de Direitos Difusos da Comarca de São Luís, foram bloqueados do Instituto Bio Saúde R$ 40 milhões para que sejam devolvidos à EMSERH e o pagamento integral dos salários de 7 mil funcionários possa ser efetuado. O pedido de tutela foi expedido pela própria empresa que administra a saúde do Maranhão.

Responsável pelo pagamento do pessoal das UPAS no estado, o Bio Saúde é vem atrasando os salários, além pagar com cortes e, por último, reduzir a segunda parcela do 13º salário e também acusado de dar calote nos empregados. O instituto não vem com os encargos trabalhistas, a exemplo do que fez o Corpore, um instituto que cuidada do pagamento de pessoal de vários hospitais e foi embora sem pagar ninguém.

Confira abaixo a decisão da Vara de Direitos Difusos:

Alerta! Rejeição de silicone no bumbum quase mata jovem Youtuber; ela está sem conseguir andar

“Sabe o que é mais engraçado? Quando as complicações começaram, o Dr pediu para eu não  marcar mais ele em nada.  Na hora em que mais precisei, tive isso como resposta… Para não associar a minha imagem a dele… Triste!” lamentou a jovem. 

No último dia 12 de dezembro, a Web Celebrity Camilla Uckers fez uma cirurgia plástica de implante de silicone no bumbum. Camilla desde que saiu da sala de cirurgia mostrou ter uma recuperação muito sofrida, até mais que o normal. Ela passou a ter dificuldades para andar, mas sempre sendo orientada pelo cirurgião plástico cearense Danilo Dias, de que essas dores e dificuldades faziam parte da recuperação.

 

Após 18 dias da cirurgia Camilla viajou para o RJ, então, desde lá começaram as queixas. Por volta do dia 4, a cantora teve que ir as pressas para o hospital. Uma ambulância já à aguardava  no aeroporto.

A jovem estava soltando pus pelo bumbum. Camila alega que no momento em que começou a apresentar dificuldades com a prótese o doutor Danilo Dias pediu que a moça não a marcasse mais em nada em suas redes sociais, privou sua conta do Instagram e não quer ter seu trabalho vinculado á imagem de Camilla Uckers.

 

No momento em que se encontrava na UTI o médico que a atendeu na emergência disse claramente a Camilla: ou tira a prótese ou morre. Um dilema ao qual a moça escolheu viver. Seu corpo simplesmente rejeitou a prótese de silicone no bumbum.

Erro médico ou não? Um dilema, mas todo o sofrimento pós operatório e depois da rejeição ao silicone em Camilla são notórios.

ESCLARECIMENTO. Parte 1 de 3

Uma publicação compartilhada por Camilla Uckers (@camillauckers) em

ESCLARECIMENTO Parte 2 de 3

Uma publicação compartilhada por Camilla Uckers (@camillauckers) em

ESCLARECIMENTO Parte 3 de 3

Uma publicação compartilhada por Camilla Uckers (@camillauckers) em

Deputado Wellington solicita ao Governo explicações sobre nomes de candidatos do concurso da PM que aparecem 5 vezes na lista

Atendendo os questionamentos de inúmeros candidatos que fizeram o concurso da Polícia Militar do Maranhão, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) solicitou ao Governo do Maranhão que prestasse esclarecimentos quanto à lista de aprovados.

Ocorre que, de acordo com candidatos, há a repetição dos nomes de alguns inscritos, a exemplo de Kassio Henrique Brito Lima, que consta 05 vezes na mesma divulgação.

“Esse questionamento não é meu, mas sim dos candidatos que fizeram o concurso da Polícia Militar. São homens e mulheres valorosos que, até agora, não conseguem entender o motivo pelo qual o nome de um mesmo candidato aparece 5 vezes na lista de aprovados. Aguardamos uma explicação, caso haja, para tanto”, pontuou Wellington.

Ao contrário de Emilly, Vivian Amorim ganha espaço e emprego na Globo

A ex-finalista do BBB17 Vivian Amorim ganhou um emprego na Globo. A manuaura irá trabalhar como repórter BB na nova edição do programa que vai ao ar dia 22 de janeiro.

Ao contrário de Emilly Araújo, que foi vencedora do grande prêmio em 2017, Vivian fora da casa se destacou brilhou mais, tendo a oportunidade de fazer grandes amizades com artistas de destaque nacional como Pabllo Vittar, Preta Gil, Solange Almeida.

Baixaria no Maranhão: senador chama governador de mentiroso e vagabundo na frente dos ministros

Até onde a briga pelo poder vai? Não sabemos, mas a única coisa que podemos afirmar é que para alguns não tem limites. Enquanto o governador do Maranhão fazia o que todo político faz bem: discursar utopias, o senador João Alberto, o Carcará, começou xingá-lo publicamente na frente de ministros, prefeitos e deputados.  

Flávio Dino dizia:  “rompemos aqui o ciclo da falta de estradas, da falta de políticas sociais, da falta de escolas”. O senador se sentiu extremamente ofendido, e tratou de revidar, no estilo Carcará, como é conhecido e sem papas quentes: “mentiroso, vagabundo”.  Flávio Dino com a maior serenidade respondeu debochadamente: “e rompemos também com a falta de educação”.

O barraco foi protagonizado na frente de várias figuras públicas. João Alberto quase dava na cara de Flávio Dino, foi por pouco. E com base nisto podemos esperar muita baixaria durante a disputa para governo em 2018…

“Preso por fraudar provas no Piauí é aprovado no concurso da PM do Maranhão”, alerta deputado Wellington

Um homem identificado como Miguel José de Carvalho Neto, que já foi preso por fraude no Concurso do Corpo de Bombeiros do Piauí, consta na lista dos aprovados do concurso da Polícia Militar do Maranhão.

A situação foi alertada pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP), que recebeu a informação de outros candidatos que também fizeram a prova da PM e pode constatar a veracidade no resultado oficial divulgado pela banca organizadora do certame.

 

Para Wellington, a questão requer cautela para se garantir que os futuros policiais militares do Maranhão sejam, de fato, homens e mulheres honrosos.

“O que colocamos aqui é apenas um alerta para evitar que a fraude contamine o certame. Quem estuda merece sim a aprovação. Se há indícios de fraude, isso deve ser apurado. Esperamos que as autoridades competentes se manifestem sobre os fatos”, pontuou Wellington.

Em Caxias, no Maranhão, dois candidatos foram presos por suspeita de fraude no dia de aplicação das provas. Até o presente momento, os fatos não foram, por inteiro, esclarecidos pelo Governo do Estado do Maranhão. E a população ainda aguarda explicações do Governador Flávio Dino.