Arquivo mensais:outubro 2017

Vaza clipe parecido com filme erótico do Bonde do Forró

O novo clipe da banda Bonde do Forró beirou o sensual e mergulhou no pornográfico. A cantora Juliana do Bonde se excedeu na interpretação de seu clipe e demonstrou falta de habilidade para incorporar uma mulher sensual, que nada tem a ver com as “caras de bocas” típicas de um ato sexual.

O grande público reprovou totalmente as cenas da nova música. Foram grotescas e desnecessárias e causam invisibilidade para uma cantora que almeja sucesso no mundo artístico.

O clipe é análogo á um trailler de filme pornográfico. As cenas eróticos geraram críticas negativas” Gentiiii isso aqui num eh forró!! Parece mais um filme porno! Ei cantora, vai estudar aula de canto e te preserva mana, parecenuuu uma pôrno, Jajá tu fica cheia de pelanca e ninguém vai lembrar mais de tu mana @julianabonde @bondedoforro1deixem seus comentários aí o q vcs axam!” desabafou uma internauta.

Que lindo! Filha de político influente está noiva do namorado de sua melhor amiga

Que fooooooooofo, que maravilhoso. A filha de um político engravidou e noivou do namorado de uma de suas melhores amigas. 

 

A vítima estava finalmente voltando a ser feliz após conhecer um advogado muito influente e rico em Brasília. Estava vivendo um sonho… Viajou para Punta Cana e passou momentos incríveis com seu DOC, mas teve a infeliz idéia de apresentar uma filha frustrada de político maranhense. Ainda sem saber do que lhe aguardava, ela chamou a “amiga falsiane” para conhecer seu atual namorado.

Quando a “Falsiane” olhou o DOC da amiga ficou louca. Mas já começou a preparar o terreno para poder “ciscar”. A pobre “amiga” sem saber das premeditações de “Falsiane”, aproveitou o ensejo  e a convidou para dar uma volta na lancha de seu DOC. Pronto! Foi o suficiente para que a Falsiane se deslumbrasse e terminasse com seu namoradinho, que para ela, naquele momento, passou a se tornar um simples estudante de engenharia.

Então, aprendendo com o pai, Falsiane começou a premeditar situações para encontrar o DOC de sua melhor amiga. Aproveitou pra dizer que tinha um processo para mostrar pra ele avaliar, que precisava dos conhecimentos jurídicos dele. Conversa vai, conversa vem, Falsiane passou duas noites consecutivas com o bofe de sua amiga.

Aí não satisfeita, ela começou a plantar discórdia entre o casal. Até que de repente, Falsiane aparece grávida. Aí não tem jeito, como sabemos, nossa ALTA SOCIEDADE, vive estilo nobreza da Idade Média, é tudo no quem conhece quem. A família tradicionalmente política forçou logo um relacionamento sério entre os dois.

A família de Falsiane está super contente com tudo e dará uma grande festa, sem mesmo se importar por cima de quem a filha teve que pisar para conquistar um DOC rico e de sangue “azul” para se casar. Lá é só felicidade, já do lado da amiga, pessoas próximas sabem que ela se mantém em silêncio e apenas se afastou.

Feliz dia das crianças! Vereador debocha ao responder sobre DNA do filho

O vereador Leandro Bello ao ser questionado sobre o por quê de não querer fazer o DNA de um filho que uma médica de Brasília está esperando, cai em risos e deboches. Ele assume que teve um relacionamento com a médica, mas ao falar sobre a criança, ele trata o assunto com ar de deboche e começa a ter uma crise de risos a qual é quase que incontrolável.

Agora vamos aos fatos, a médica de Brasília teve um relacionamento com o vereador Leandro Bello da cidade de Timon. Mesmo após terem rompido o namoro, eles ainda se encontravam. E nesses encontros acabaram gerando uma criança.

Após saber que seria pai, o vereador tratou logo de se safar da situação bloqueando a médica e a deixado sem respostas. Durante uma entrevista o vereador fala que tem interesse em fazer o exame o mais rápido possível para saber se é o não o pai, mas não marca nada.

O repórter pergunta para Bello se ele tem alguma dúvida a respeito da paternidade do filho, o vereador começa a rir e responde: “NÃO, NÃO…eu não sei ela, (risos) ela diz que sim (risos) que sou eu, né cara?”

A ex do vereador confirma para os amigos que ela não está conseguindo contato algum com o pai de seu filho. Ela chega a ligar mais de 10 vezes ao dia na esperança que eles se encontrem e façam os exames de DNA.

Em entrevista o vereador disse que tem “urgência” em fazer o exame, contudo, esteve três dias na cidade, sem disponibilizar-se a fazer o teste.  A médica e o vereador se encontraram, mas ele não parou para conversar com a ex, apenas a insultou na recepção do hotel. 

Os eleitores precisam saber sobre a conduta MORAL do parlamentar municipal que elegeram para lhes representar. Vale ressaltar que Leandro Bello que não conseguiu nem ser vereador diretamente ( ele é suplente), quer ser deputado federal. 

Farra em Dom Pedro a noite toda: julgamento que voltou prefeito durou apenas 2 minutos

O julgamento que deferiu a candidatura do prefeito eleito em Dom Pedro durou apenas alguns minutos. O advogado Frederico Campos fez a defesa, os ministros leram e parecem que foram convencidos.

Gilmar Mendes passou o processo para o relator Herman Benjamin que acabou votando a favor do deferimento a da candidatura de Alexandre Costa. Gilmar Mendes interrogou todos os ministros para saber quem era contra e ninguém se manifestou contrário.

O prefeito Alexandre Costa recuperou o cargo que nunca assumiu.

A farra em Dom Pedro amanheceu, muita bebida, muita música e muitos foguetes. O prefeito entrou empolgado e com grande apreço popular.

A família praticamente “dona” da cidade saiu envergonhada após a derrota no STE. Enquanto uns choravam outros bebiam e comemoravam.

Rosário vai receber a maior festa da história com o show de Jonas Esticado

Por Luís Pablo

A cidade de Rosário, interior do Maranhão, vai ser palco de um grande evento com a apresentação do show do cantor do momento, Jonas Esticado.

Diretamente do Ceará, o cantor vai tocar seus maiores sucessos que conquistou o Brasil. Atualmente, Jonas faz parte do casting de artistas brasileiros de uma das maiores gravadoras do país, a Som Livre.

Além do cantor cearense, também irão se apresentar no mesmo palco o cantores maranhenses Bruno Shinoda e Guilherme Torres.

A produção evento, KM Produções, do empresário Kleber Moreira, promete uma grande festa que vai entrar para história de Rosário.

UNIMED é penalizada por negar radiografias a bebê

Uma sentença da 1ª Vara Cível de Imperatriz condenou a UNIMED Imperatriz Cooperativa de Trabalho Médico ao pagamento de indenização por ter se recusado a realizar radiografias de crânio e face do paciente D. S. B. Destaca a sentença que D. S. B. e C. G. B., qualificados nos autos, ingressaram na Justiça com a presente ação, em face de Unimed Imperatriz, alegando que, no dia 2 de abril de 2015, foi contratado em favor de Daniel um plano de saúde denominado UNIVIDA NACIONAL, operado pela requerida. A sentença foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico no dia 4 de outubro.

De acordo o pedido inicial, o primeiro requerente D. S. sofreu acidente com trauma na cabeça, o que levou seu pai, o segundo requerente, a buscar atendimento no estabelecimento hospitalar administrado pela requerida (Hospital Unimed Imperatriz). Na ocasião, o médico plantonista prescreveu medicação e solicitou a realização de radiografias de crânio e face, em caráter de urgência, as quais foram negadas pela operadora de plano de saúde com o argumento de que o paciente estava em período de carência até 28 de setembro de 2015.

Os autores sustentam que a negativa foi abusiva, pois se tratava de situação de urgência, conforme indicação médica constante da guia de solicitação do procedimento. Acrescentam que, diante da conduta da demandada, o bebê (então com nove meses), teve que ser levado durante a madrugada ao Hospital Municipal Infantil, a fim de obter o atendimento médico necessário. Com base nisso, pedem a condenação da requerida ao pagamento de indenização por danos materiais e morais, sem, contudo, especificar em que consistiriam os primeiros.

Quando citada, a parte requerida apresentou contestação, arguindo, em síntese, que o contrato do autor D. teve início em 2 de abril de 2015 e que o procedimento solicitado exige cumprimento de carência de 180 (cento e oitenta) dias, uma vez que não se enquadra na categoria Raio-X simples; que não havia indicação de urgência/emergência para realização do procedimento; inexistência de conduta ilícita pela requerida e consequente ausência de danos morais.

“Na hipótese em apreço, o requerente D. de apenas 9 (nove) meses de idade, sofreu trauma na face, sendo solicitada pelo médico que o atendeu no pronto-socorro a realização de radiografias em caráter de URGÊNCIA, conforme se verifica da guia de serviço anexado aos autos. A requerida, por sua vez, afirma que o procedimento solicitado exigia o cumprimento de carência de 180 (cento e oitenta). Nada mais absurdo! E a requerida bem sabe disso! Ora, nos termos do art. 12 da Lei n. 9656/1998, os planos de saúde ofertados pelas operadoras ao mercado de consumo devem cumprir algumas exigências mínimas, dentre elas destacando-se o que estabelece seu inciso V, quando fixar períodos de carência”, explica a Justiça ao decidir o pleito.

E continua: “Como se observa da anotação constante da guia subscrita pelo médico plantonista que prestou o atendimento à criança, o procedimento solicitado era de caráter urgente, inclusive escrita com destaque. Mesmo reconhecendo que são válidas as cláusulas que estabelecem períodos de carência para realização de determinados procedimentos em contratos de planos/seguros de saúde, o fato é que, no presente caso, o prazo a ser aplicado era de 24 h (vinte e quatro horas), a teor do dispositivo legal supracitado. Nada, absolutamente nada, sustenta o argumento de que seria 180 dias”.

Para o Judiciário, nas presentes circunstâncias seria forçoso reconhecer como indevida a recusa do atendimento ao requerente D, uma vez detectada a abusividade por parte da operadora de plano de saúde consubstanciada na negativa de autorização de realização do exame de que tanto necessitava. “Cabe aqui frisar que, em razão da referida negativa de atendimento, os autores precisaram buscar atendimento junto ao Sistema Único de Saúde e somente lá conseguiram realizar o exame necessário. Lamentavelmente, condutas semelhantes à verificada nestes autos têm se mostrado costumeiras, obrigando os consumidores ao constrangimento de buscar atendimento por entidade estatal (SUS), submetendo-se não raro a longas esperas, condições precárias de acomodação e atendimento, entre outros dissabores, os quais constituem justamente a razão para que se busque a contratação de um plano de saúde”, expressa a sentença.

“Por todo o exposto, nos termos do art. 487, I, CPC/2015, julgo resolvido o mérito da presente demanda e acolho parcialmente os pedidos constantes da inicial, para o fim de condenar a Unimed Imperatriz Cooperativa de Trabalho Médico a pagar a importância de R$ 3.000,00 (três mil reais) para o autor D. S. B. e R$6.000,00 (seis mil reais) para C. G. B., a título de indenização por danos morais”, concluiu a sentença, negando o pedido de indenização por danos materiais.

Policial que prendeu “Rubinho” na novela é o mesmo que o encarcerou na vida real

De acordo com Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, os policiais que prenderam o Rubinho da novela ‘A força do querer’ são os mesmos agentes da Policia Civil que algemaram seu ex-marido. Os agentes civis Reinaldo Leal e Alexandre Estelita participaram da novela na captura de Rubinho.  

Glória Perez fez questão de colocá-los para prender o bandidão da novela como uma menção e aproximação do que só quem vivenciou podia interpretar. Os policiais ganharam elogios dos internautas e até da própria “Perigosa”, a autora do livro que inspirou a roteirista global.

Ela classifica a investigação feita pelos agentes civis Reinaldo Leal e Alexandre Estelita como bem feita e que resultou em condenação do “Rubinho” da vida real.

Fabiana diz que apesar de tudo isso não sente nenhuma raiva pelos agentes, muito pelo contrário sente admiração por eles. Ela alega que foi muito bem tratada por eles, que eles jamais forjaram nada para incriminar sua família. Trataram ela e o ex marido bem e sempre os incentivando a estudar, procurar um profissão digna.

Abaixo o relato de Bibi Perigosa: