Legado que nos deixa o caso Mariana através de palavras não ditas, mas escritas

As pessoas, andam por nossa cidades, assustadas, sobressaltadas e apavoradas com a violência das ruas, no entanto, por muitas das vezes, esquecem de proteger o seu lar, a sua sala e seus sofás e sua mesa de jantar.

mariana

Quem não lembra o caso Francisco das Chagas, Serial Kiler, amigo íntimo das famílias de suas vítimas (matava as crianças, alimentava-se de sua carne e voltava ao lar para consolar as famílias em seus sofrimentos auxiliando inclusive na busca pelas crianças desaparecidas).

 
Em data não muito distante, as redes sociais eram dominadas pelas depravações de uma certa vereadora “Fernanda Hortegal”, que expos vergonhosamente não apenas o seu lar, como também, o nome de uma família conceituada.

 
Com o filho de Deus, também não foi diferente, Judas, antes da traição, participou da Ceia do Senhor. Judas, era amigo e protetor de Jesus (guarda-costas) (Marcos 14:18)

 

Para reflexão:

14/11/2016 - CIDADES - Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, de 33 anos, foi encontrada morta na noite desse domingo (14), em seu apartamento, no nono andar de um condomínio, na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís (MA). Ela é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney. Foto: Reprodução
Até aonde nossos lares, estão protegidos?

Quantos beijos e abraços, aparentemente fraternos e cordiais, estão carregados de maldade? quantas “faces” e sorrisos alimentaram o coração de um assassino?
A traição, jamais virá de um inimigo, diz o velho jargão “Você, jamais será traído por um inimigo”.
Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! Jeremias 17.5

2 comentários sobre “Legado que nos deixa o caso Mariana através de palavras não ditas, mas escritas

  1. ótima reflexão, a maldade impera nos dias atuais, um legado de sangue de descendências obscuras, Deus esta de lado no coração do homem e o livre arbítrio, passou a ser subterfúgio para as práticas horripilantes de homens sem amor pelo próximo e muito menos próprio. Que Deus conforte o coração da família e somente as lembranças boas perpetuem por muitos e muitos anos, porque o preço para a barbárie ele irá pagar e terá que conviver como se não existisse pro resto da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *