Quanta vergonha e falta de sensibilidade.

As lideranças passam anos carregando as malas dos políticos, suando manhã tarde e noite para eleger seus políticos. E como recompensa vão continua sendo vassalos, os serviçais do samuray. Eles não tem oportunidade de galgar um posto melhor porque sempre os políticos estarão elegendo seus filhinhos mimadinhos. Boa parte sem o menor preparo políticos, cultural ou intelectual. Tudo para aumentar a renda de casa.

Aqui ta cheio de filhinhos de políticos corruptos

Essa onda de “filhísmo” na política, vem de muito tempo.

Mas vamos pegar de Sarney pra cá. Ele foi governador, depois elegeu o filho deputado federal e a filha também. Mais tarde Roseana foi governador e senadora. Aí veio Pedro Neiva de Santana que teve o filho deputado federal e Luiz Rocha que elegeu o filho deputado estadual e hoje é senador.

João Castelo tenta colocar a filha na marra na política, mas ele, embora tenha sido deputada eleita uma vez, não leva jeito. Nem cintura tem, imagina traquejo. Agora temos uma monte de menininhos filhos de políticos que viraram prefeitos ou deputados.

Só na Câmara federal são Fufuquinha, Alberto Filho, Juscelino Filho, João Marcelo, Júnior Marreca, Rubens Júnior, Sarney Filho, Victor Mendes. São oito dos 18.

Na Assembléia Legislativa tem Andréa Murad, Vinícius Louro, Ricardo Rios, Fábio Braga, Ana Mendonça, Doutor Levi Pontes, Eduardo Braide, Fábio Macedo, Glaubert Cutrim, Graça Paz, Júnior Verde, Léo Cunha, Nina Melo, Rafael Leitoa, Rigo Teles, Rogério Cafeteira, Souza Neto, Stênio Resende, Valéria Macedo.  São 19 dos 42 e serão 20 quando Neto Evangelista voltar.

Na lista de prefeitos não tem nem como ocupar o espaço aqui com tantos parente e aderentes de políticos.

Das Câmaras Municipais nem a vale lembrar.  Isto sem contar que quando o político vira ficha suja, ele logo escolhe em casa a mulher, o filho ou a filha para substituí-lo. Aí que a coisa piora mesmo. O pai se acha dono do mandato e deixa para o filho uma parte do dinheiro dos salários e e ainda abocanha as assessorias e negocia os grandes contratos.

Eita política do Maranhão de causar nojo!

 

 

Tâmara Silva

6 thoughts on “No Maranhão, pais políticos só querem eleger os filhinhos”

  1. Esqueceu que Sarney Filho elegeu o Adriano Sarney (o menino maluquinho, ou não pode incluir os parentes do patrão na lista ??? Tem ainda os vereadores Pedro Lucas e Roberto Rocha Filho que seguem os passos de seus progenitores. Isso é Brasil , onde política vira profissão e se torna herança de pai pra filho.

  2. Riquinha, esse é o principal motivo do estado viver na eterna pindaíba. Pior é que a lei eleitoral favorece esses lacaios. Resta ao eleitor criar vergonha e banir essa corja da politica, em vez de viver sugando migalha desses gestores corruptos.

  3. E o filho do pinto itamaraty ? que quer enganar o povo do reggae mais que na verdade odeia reggae e agora só produz eventos e festas para plaboys da cidade ? cada uma viu, e o povo é meio burro que não olha as coisas que estão na cara aff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *